• Taipa

Cela e Surfando com Deus

[imagem do autor]

por G. Gentil



CELA

Oh, que bela cela!

Dá para ver a bunda da lua,

Sua margem é estreita,

Satisfeita de nata e mel

Descarado, qual seu fardo?

Azedou-se o que era doce.

De volta à dúvida nº 1




SURFANDO COM DEUS

Sal, vara e pavor

competem a sair

dormentes e pendentes

computam

e o bispo não falou do soldado

hoje tive um pesadelo

que me acordou para um sonho maior

etiqueta do vampiro: não entre sem ser convidado

Que cinza lindo

(nada a ver com aquele filme/livro ridículo)

!

O céu ainda é, talvez

um dos maiores poetas

respire desse chumaço

e o balaço

volveu

caiu

tilintou

hora de desertar

germinar

palavras de um apaixonado pelo séc. XX

apenas apaixonado

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo